Acidentes com crianças aumentam 30% nas férias escolares

A chegada das férias escolares é motivo de comemoração para as crianças e jovens, que terão algumas semanas de descanso da puxada rotina escolar. Para os pais, o período pede atenção redobrada. Com a molecada em casa por mais tempo, o risco de acidentes domésticos aumenta e é preciso tomar alguns cuidados para evitar que os dias de descanso se transformem em momentos de preocupação.

Estima-se que nessa época do ano as ocorrências que envolvem acidentes domésticos com crianças aumentem cerca de 25%. As mais comuns são queimaduras, afogamentos e, claro, as quedas.  O ortopedista Paulo Marcel Yoshii, especialista em cirurgia da mão, aponta que o consultório recebe 30% mais casos de fraturas em crianças decorrentes de quedas no período de férias escolares.

“As quedas são bem preocupantes, pois há alto índice de ocorrência de fraturas em membros superiores, como braços, mão e ombro, por exemplo. As mãos, por serem o primeiro ponto de apoio na queda, acabam ficando mais expostas e uma fratura pode demandar cirurgia para correção, além de um tempo mais longo para recuperação”, aponta o cirurgião.

O médico reforça que os pais precisam ficar atentos para alguns brinquedos que podem expor a criança a um risco maior de queda, como patins, bicicletas, skates e patinetes. “Ideal é sempre utilizar um kit de proteção, com cotoveleira, capacete e joelheira, além de procurar lugares mais abertos e planos para o uso destes brinquedos. É importante também ter um adulto para supervisionar as brincadeiras”, orienta Yoshii.

“As crianças, principalmente as mais novas, ainda não têm noção do perigo e querem se aventurar, aprender novas brincadeiras e superar limites. E é assim que muitas vezes acontece o acidente. Por isso é preciso redobrar a atenção”, reforça o ortopedista.

Vale lembrar ainda outros tipos de acidentes, como queimaduras, afogamentos e intoxicação. A cozinha é um local que precisa de mais atenção. Por abrigar objetos como fogão, botijão de gás e utensílios como facas e garfos, os riscos de acidentes são maiores.

Atenção também para o local de armazenamento de medicamentos. Na curiosidade de saber o que é, crianças podem ingeri-los e causar uma intoxicação. Tanques e vasos sanitários sem a devida fixação no chão podem provocar quedas, fraturas e ferimentos graves.

Imagem: Pixabay

Deixe um comentário